Everton diz que não quis atingir Mário Lúcio

O volante Éverton, do Náutico, buscou se eximir da culpa de ter chutado o jogador do Santa Cruz, Mário Lúcio, sem a bola, perto do fim do primeiro tempo do Clássico das Emoções de ontem, vencido pelo Timbu. A agressão, que merecia expulsão, foi punida apenas com cartão amarelo pelo árbitro Nielson Nogueira.

“Foi um lance em que eu chutei o adversário, mas foi um lance que eu não escutei o apito. Eu pensava que estava valendo ainda. Quando fui chutar a bola, acertei o adversário. Pedi desculpas ao jogador e ao árbitro porque não tinha ouvido o apito. Se tivesse ouvido, teria parado”, disse o jogador.

Mesmo pedindo desculpas e afirmando não ter ouvido, Éverton deveria ter sido expulso, pois não havia dúvidas de que o jogo estava parado. Não tê-lo expulsado foi talvez o principal erro de Niélson, que a partir daí perdeu o controle do jogo.

Veja as outras polêmicas do clássico

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: