Blog de Primeira

Anjo da guarda porreta

O futebol pernambucano tem um anjo da guarda porreta. O primeiro clássico do ano tinha tudo para ser um marasmo. Fosse por um regulamento que desmotiva a fase classificatória ou por um início de campeonato extremamente espremido, o que dificulta a preparação adequada das equipes. Mas o começo de competição arrasador do Santa Cruz e o ótimo futebol apresentado pelo Náutico após o encaixe de alguns reforços jogam para o Clássico das Emoções uma expectativa muito acima da esperada. Tanto que o próprio presidente timbu, Berilo Júnior, especulou levar o jogo para o Arruda, a fim de que a partida pudesse receber um público à altura (e obviamente, o clube arrecadar bem mais do que arrecadará nos Aflitos). Devido ao regulamento da competição, não foi possível. Onde quer que fosse disputado, o clássico teria tudo para fazer jus ao “das Emoções”. A expectativa criada por Santa e Náutico, além do fato de que ainda há muitos jogos pela frente, os colocam,em tese, na condição de poderem entrar em campo sem tanta preocupação em garantir resultados. Muitas vezes, aquele negócio do “um empate é bom pra cicrano” faz com que o futebol em si seja engolido pelo pragmatismo da tabela. Náutico e Santa têm tudo para chegar no domingo em totais condições de realizarem um jogão.

Pouco provável, não impossível

É muito provável que tricolores e alvirrubros cheguem no domingo um pouco desgastados por eventuais tropeços na rodada de hoje à noite. Pouco provável, não quer dizer impossível. Se encararem Petrolina e Vitória com a mesma seriedade com que enfrentaram Salgueiro e Porto, na rodada anterior, dificilmente teremos surpresas.

Cuidado com “pequenas pedras”

O técnico do Santa, Zé Teodoro, já vem falando que é preciso ficar atento às “pequenas pedras”. Claro que quando usa o termo ele não está desmerecendo ninguém. Apenas tentando alertar contra eventuais surpresas. O time do Petrolina vem mostrando evolução nas últimas rodadas e vai buscar jogar no erro tricolor.

Goleiros

O tricolor Tiago Cardoso e o alvirrubro Douglas abrem não apenas as escalações dos seus times, mas também a possibilidade de grandes duelos para o clássico. Ambos, vindos de atuações seguras e decisivas, devem ser barreiras sólidas para um outro confronto…

Atacantes

…o dos atacantes. De um lado, Thiago Cunha, artilheiro da competição até antes do início da sexta rodada, com quatro gols em quatro jogos. Do outro, Ricardo Xavier, que fez dois gols em dois jogos. De estilos bem diferentes, os dois têm em comum o faro apurado para o gol.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: