Mais acusações do que propostas

Candidatos à presidência do Santa Cruz acabam com o clima de cordialidade em debate na TV Clube e partem para o ataque ao adversário

Definitivamente, o clima pacífico entre os candidatos à presidência do Santa Cruz ficou para trás. No debate conduzido por João Alberto, na TV Clube, no início da madrugada de hoje, o engenheiro Sérgio Murilo e o vereador Antônio Luiz Neto trocaram farpas e acusações. Enquanto o candidato da situação insistia em dizer que o rival teve quatro anos para mostrar um bom trabalho à frente do futebol, Murilo adotou a estratégia de acusar Luiz Neto de não conhecer o futebol tricolor. O candidato da oposição revelou ainda que teria recebido uma proposta para se unir à chapa adversária alicerçada na promessa de ser eleito presidente no biênio seguinte, época que abrangerá o centenário do Santa Cruz.

Há menos de duas semanas, os dois grupos vinham travando uma briga nos bastidores pelo apoio de Fernando Bezerra Coelho, atual mandatário coral. Depois de tentar, sem sucesso, o consenso entre os dois principais candidatos, FBC precisou se contentar com o fato de ter conseguidoa união entre Antônio Luiz Neto e Joaquim Bezerra, que se intitulava o único candidato da oposição e que acabou assumindo a vice-presidência executiva da chapa da situação. No entanto, isso não foi o suficiente para que o grupo de Sérgio Murilo adotasse uma postura mais agressiva na campanha.

No entanto, o debate desta madrugada durante o programa João Alberto Informal, da TV Clube, mostrou que o ambiente tranquilo não existe mais. Nos primeiros blocos, os candidatos responderam à perguntas elaboradas por jornalistas esportivos do grupo Diários Associados e por “tricolores ilustres”. No entanto, tanto um como outro acabaram abandonando a ideia de apresentar seus projetos para atacarem pontos específicos da chapa adversária.

Logo no início, quando João Alberto questionou Antônio Luiz Neto sobre dos motivos que levaram o Santa Cruz à situação atual, o vereador disparou: “Nos últimos quatro anos o clube decresceu por conta dos insucessos nas administrações do futebol. Vale lembrar que a diretoria da chapa de Sérgio Murilo é composta por homens que estiveram no futebol de Édson Nogueira e Fernando Bezerra Coelho e nada fizeram. Não sei o que eles poderiam fazer em mais dois anos”, questionou. Sérgio Murilo rebateu, dizendo que num regime presidencialista, o principal responsável pelos sucessos e insucessos é o presidente e acrescentou que tanto Edinho quanto FBC estão apoiando à chapa do seu adversário.

Rivaldo – Em outro momento, quando João Alberto leu a pergunta elaborada pela jornalista Roberta Aureliano, editora do Superesportes, sobre a prioridade do clube para a próxima temporada, Sérgio Murilo garantiu que tanto o Pernambucano quanto a Série D receberão toda a atenção de seu grupo. “Vamos formar um time viável e competitivo. Tenho o apoio de Rivaldo, que já declarou apoio ao meu grupo através do Twitter. Ele já me passou alguns nomes interessantes. Vamos montar um time de primeira divisão”, garantiu. Em seguida, Antônio rebateu: “Não queria tocar nesse assunto, mas não posso evitar. Já estamos em negociaçõesavançadas com Rivaldo, que deve, inclusive, vir ao Recife na próxima semana.” O clima seguiu tenso até o final do programa, quando os rivais tiveram a oportunidade de fazer suas últimas considerações. A eleição para o presidente do Santa Cruz do próximo biênio será realizada na próxima quinta-feira.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: